"Deus tem agora um sério concorrente" (Epitáfio para um sociólogo, José Paulo Paes)

PÁGINAS

sexta-feira, 1 de junho de 2012

O OLHAR ANTROPOLÓGICO

      Esse registro foi feito pelo Raul Oliveira, aluno que acompanhei durante três anos e que a partir de uma experiência no 1º ano do ensino médio, escreveu essa preciosidade.
     Fiquei muito contente que, uma lição, passada há três anos, tinha sido tão marcante em sua vida.


     "Uma pessoa de aparência jovem chega numa edificação com uma saca às costas cujo interior está repleto de grupos de folhas de papel unidos por um arame. Uma senhora o recebe e lhe faz perguntas referentes às atividades realizadas pelo indivíduo jovem, porém não recebe resposta alguma. O jovem adentra-se num recinto e tampa sua entrada com um pedaço de madeira. A senhora ordena algo ao jovem com as seguintes palavras:
     -É pra você estudar, filho - mas o jovem finge não ouvir, além de fazer um gesto que sugere desprezo pela ordem. Mal acabara de trocar os tecidos que lhe cobriam a pele e o jovem, de modo afobado se senta numa superfície macia e retira da saca um objeto que aparentemente se trata de uma placa de plástico. O jovem o abre, e é revelado no interior desta placa uma superfície aparentemente constituída de cristal, apesar de escura. Em seguida, revelam-se cores e símbolos atrás da placa de cristal. O jovem começa a tocar o objeto de forma ágil, sem tirar os olhos com expressão alucinada do cristal. Os símbolos no cristal se movem de acordo com os movimentos realizados pelo jovem, e em seguida, o último passa a esboçar reações diante do pedaço de plástico. A senhora adentra-se no recinto e diz algo ao jovem, que nem sequer a olha, uma vez que seus olhos estão fixos na superfície cristalina. e alguns momentos o jovem ri, comenta algo em voz alta, como se estivesse conversando com alguém. O jovem também e em alguns momentos parece se divertir. Alguns símbolos são possíveis de serem identificados sobretudo referentes a 'escatologia, sexo, violência, conservadorismos e polêmicas, em sua maioria, fúteis'. E assim o sol retorna ao céu, até o momento em que o jovem acidentalmente tira os olhos do plástico e os fecha, repousando na poltrona.
      Mais tarde a senhora entra no quarto dobra novamente o plástico e retira um polímero comprido de um orifício existente na alvenaria, e não parece contente com o jovem."
      Fiz uma pesquisa de campo e observei o comportamento de um jovem durante uma noite.  É fácil identificar os sites no qual o jovem acessava. Facebook.

        Obrigado Raul, melhor homenagem para um professor não há.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...