"Deus tem agora um sério concorrente" (Epitáfio para um sociólogo, José Paulo Paes)

PÁGINAS

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

DURKHEIM E O SUICÍDIO


Segundo vídeo desse projeto ligado ao canal Dialética Social. Nele, procuro relacionar um tema importante, o suicídio, com uma obra clássica da sociologia, O suicídio do francês Émile Durkheim (1858-1917).

Esse trabalho, publicado em 1897, é um marco (ainda hoje) na pesquisa social, pois combina a utilização da estatística como instrumento de análise com a teoria produzida por Durkheim.

Mesmo sendo um problema atribuído à psicologia, por consistir num ação individual, relacionado à problemas psicológicos, Émile Durkheim conseguiu demonstrar como o suicídio está intimamente ligado às questões sociais. Na análise de dados sobre o suicídio na Europa, foi possível perceber regularidades, isso coloca o tema como um fato social.

UM TEMA, MUITOS TABUS

O suicídio é um tema pouco debatido e está intimamente ligado a outras questões, como a depressão. Sua causa é variável, dependendo da localidade, mas, os números são altos, como demonstra esse estudo feito pela Organização Mundial da Saúde.

Fonte: Site UOL de 04/09/2014


Nesse estudo, realizado em 2012, o Brasil encontra-se me 8º lugar no ranking dos países com maior número de suicídios. A Índia ocupa o primeiro lugar, seguida da China, EUA, Rússia, Japão, Coréia do Sul e Paquistão.

É claro que o estudo não contempla a questão proporcional, pois se considerarmos a população da China para o Paquistão, por exemplo, veremos que a incidência de casos de suicídio de um país sobre o outro é maior, devido ao tamanho da população.

Além disso, esses dados são incertos, pois a maioria dos países não mantêm dados sobre as ocorrências de morte envolvendo suicídio e, nos próprios países onde os números são computados, há imprecisão. Em determinados casos, como a morte de idosos, em sua maioria dos sexo masculino e que moram sozinhos, os casos não são muitas vezes indicados como suicídio, isso ocorre em países como na Coréia do Sul

Outro fator importante seria o de averiguar os casos onde a tentativa não se concluiu, mas que em si é um problema de saúde pública que deve ser discutido.
Ao contrário do que se imaginava, a maioria dos casos ocorre em países pobres ou emergentes, segundo os estudos da OMS. É possível que as razões estejam aliadas a vários fatores: problemas familiares; questão de preconceito, exclusão e violência provocada à pessoas pertencentes a grupos minoritários (homossexuais, transsexuais, índios, negros, portadores de necessidades especiais etc); às questões culturais e religiosas, entre outros fatores.

QUESTÕES ÚTEIS SOBRE O TEMA

No site BuzzFeed, há uma relação de oito questões importantes sobre o tema. Entre elas, a de que a recusa em falar sobre o tema dificulta bastante o tratamento. As pessoas que cometem suicídio geralmente dão pistas e que muitas buscam dar o alerta, no sentido de chamar atenção, num sinal de busca por ajuda.

Imagem do filme Veronika decide morrer


A importante que a mídia, a escola e profissionais do setor abordem a questão, desde leve em consideração a responsabilidade que envolve o tema.

O site Tumblr direciona a uma página especial os usuários que digitam, no espaço de busca, a palavra "suicídio". Exemplo de responsabilidade, principalmente em se tratando de uma rede social onde, em sua maioria, e utilizada por jovens.


Enfim, espero que o vídeo e a postagem ajudem para discussões sobre o tema.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...